'Culpa da crise', diz empresário do PA que recebeu R$ 25 mil mas não entregou triciclo encomendado por Whindersson Nunes a fã com paralisia

Um empresário paraense está sendo processado por um seguidor de Whindersson Nunes. A empresa Free Way recebeu R$ 25 mil do maior youtuber do Brasil para produzir um triciclo motorizado para o estudante André Nachtigall. Após um ano, a encomenda ainda não foi entregue e o caso está na Justiça. O empresário paraense, no entanto, diz que não foi notificado pela Justiça e responsabiliza a crise econômica pelo atraso na entrega do aparelho.


Em seu site na internet, a empresa Free Way oferece o material como algo revolucionário para a locomoção de pessoas com deficiência. Por conta disso, André, que tinha sido diagnosticado com paralisia cerebral ainda na infância, esteve empenhado em conseguir dinheiro para comprar o equipamento.

O jovem, que mora em Pelotas, no Rio Grande do Sul, usou o Facebook, em fevereiro do ano passado, para pedir ajuda a Whindersson Nunes. O youtuber atendeu ao pedido e doou todo o valor correspondente ao triciclo, que deveria ser entregue em 3 meses. Porém, após mais de um ano da encomenda, André ainda não recebeu o equipamento.


Saiba mais no G1PA

Comentários