Postagens

Administrador de grupo de WhatsApp responde por ofensa entre membros

Administradores de grupos de WhatsApp são responsáveis por ofensas feitas por membros, caso não ajam para impedi-las ou coibi-las. Pelo menos foi com esse entendimento que a 34ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou uma mulher a indenizar outra que foi ofendida por outra membro do grupo no aplicativo em R$ 3 mil. A decisão foi unânime.



Administrador de grupo no WhatsApp é responsável pelas mensagens entre os membros, já que tem o poder de excluir ou adicionar pessoas, decide TJ de São Paulo.
A condenada criou um grupo de WhatsApp na época da Copa do Mundo de 2014 de futebol para organizar um evento e assistir a um jogo. Após uma discussão, autora da ação foi chamada de vaca. De acordo com a decisão, a administradora do grupo, além de não ter tomado nenhuma atitude contra a ofensora, deu sinais de aprovação, com o envio de emojis com sorrisos.
“[A administradora do grupo] É corresponsável pelo acontecido, com ou sem lei de bullying, pois são injúrias às qu…

Poucos sabem que dia antes da prisão, vereador contratou novos advogados para apresentá-lo

Em Barcarena Projeto “Construindo o Jogo” retira jovens da ociosidade e situações de risco

STF - Lula pode ter seu pedido de liberdade deferido nesta terça, 26/06

Humor do Epaminondas ganha o Brasil. "Que tá não!"

Uma imagem pra viajar...

Em Agosto Semana "Justiça pela Paz em Casa" terá foco nos Tribunais de Júri

STF pode julgar pedido de liberdade de Lula no próximo dia 26

SP: Presos em dia de jogo do Brasil terão de esperar por audiência de custódia

Repúdio: ‘Agropalma’ tenta intimidar e calar o Jornalista Carlos Mendes

Energia Limpa: Advogado Raphael Vale fala do evento “Semana Européia de Energias Renováveis” em Bruxelas

STJ - Quinta Turma afasta princípio da insignificância na apreensão de 'uma dúzia de camarões'

STJ isenta fabricante de cigarros de indenizar família de fumante

Você pode ajudar! Biblioteca de Barcarena participa de programa nacional. Clique Aí...

CNJ Serviço: diferença entre calúnia, injúria e difamação