Brasil: Professor de Barcarena é um dos vencedores do 21º Prêmio Educador Nota 10


A 21ª edição do Prêmio Educador Nota 10 (maior e mais importante prêmio da educação básica brasileira) já tem seus vencedores. Entre os nomes escolhidos está o do representante da cidade de Barcarena no Pará, trata-se do Professor Marinaldo Souza, da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Jupariquara. O prêmio é de R$ 15 mil para o professor ou gestor e um vale-presente de R$ 1 mil para a escola onde o projeto foi desenvolvido. Além disso, os vencedores concorrem ainda ao prêmio de Educador do Ano, que será escolhido em cerimônia em São Paulo, em outubro.

Foto/Facebook

Arte: Divulgação/FVC
Além de Marinaldo, outros nove educadores que desenvolveram experiências pedagógicas de destaque nas escolas em que trabalham foram escolhidos por uma comissão de especialistas entre os mais de 4 mil inscritos. 



Os selecionados são dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. O Educador Nota 10 é uma iniciativa do Grupo Abril em parceria com a Globo, organização da Fundação Victor Civita e da Fundação Roberto Marinho, com apoio da Associação Nova Escola e patrocínio da Fundação Lemann e Somos Educação. 

Dos 10 projetos vencedores, seis são trabalhos realizados com alunos do Ensino Fundamental II, três com turmas do Ensino Fundamental I, e um com o Ensino Médio. Os segmentos Fundamental I e Fundamental II contemplam um projeto de EJA (Educação de Jovens e Adultos) cada. As disciplinas são variadas, indo de Educação Física a Matemática.

Conheça os demais vencedores:

Ensino Médio – Língua Portuguesa
O ser(tão) de cada um
EE Padre Paulo
Santo Antônio do Monte, MG


Fundamental II – Geografia
O meu lugar: educação e memória de Niterói
Escola Municipal Levi Carneiro
Niterói, RJ


Fundamental II – Língua Estrangeira
We speak the same language
EEB Maria José Hulse Peixoto
Criciúma – SC


Elenir Novaes
Fundamental I – Matemática
De cor e salteado
Escola Municipal Campos do Amaral
São Sebastião do Paraíso, MG


Fundamental II – Matemática
EMEF Professor Milton Dias Porto
Navirai, MS


José Marcos Couto Jr.
Fundamental II – História
Escola Municipal Áttila Nunes
Rio de Janeiro, RJ


Marcos Neves
Fundamental I/ EJA – Educação Física
A desconstrução de preconceitos
CIEJA Campo Limpo
São Paulo, SP




Mauro Rosa Jr.
Fundamental II/ EJA – Arte
Vagas de Luz: Às sombras do preconceito
EMEB Isidoro Battistin
São Bernardo do Campo, SP

A arte como linguagem só tem significado e ganha expressão se o assunto tratado faz sentido para quem a produz. O professor Mauro orientou sua turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA) a um mergulho por um tema desafiador e delicado: o preconceito. Os estudantes levantaram perguntas segundo suas vivências pessoais, retomadas ao longo do percurso. Depois de conversas e pesquisas com professores de diferentes disciplinas, a turma decidiu fazer uma representação dramática elaborando um teatro de sombras. O objetivo era colocar luz sobre questões ligadas ao racismo, machismo, homofobia e exclusão de presidiários e ex-presidiários. Organizados em grupos, pesquisaram imagens, textos e músicas com carga simbólica para compor as cenas e se dedicaram aos ensaios. O teatro de sombras, apresentado a estudantes e professores, estimulou a comunidade escolar a refletir e debater, além de empoderar os estudantes, que agora têm força para se colocar diante dos preconceitos que os atingem.

Mikael Miziescki
Fundamental II – Arte
Morro Grande em Arte
EMEF Prefeito Dário Crepaldi
Morro Grande, SC

Para que seus alunos – que vivem em um município com 3 mil habitantes e são filhos e filhas de agricultores – desconstruam os estereótipos que têm sobre a disciplina Artes, o educador os instiga e provoca. Eles estudam história da arte e a produção de artistas catarinenses e contemporâneos brasileiros e as vanguardas modernas; pesquisam e debatem; visitam exposições e escrevem sobre seus próprios trabalhos, o que os torna críticos e conscientes em relação a sua prática artística. O projeto é inovador, pois coloca em foco os espaços expositivos e a curadoria, que são tratados como conteúdo. Desde o início do ano os estudantes sabem que seus trabalhos serão expostos, então se engajam em pesquisas sobre arte e experimentam com técnicas e linguagens ao elaborar suas criações. Na última exposição Morro grande em Arte, organizada pelo docente e seus alunos no final de 2017, eles mostraram seus trabalhos ao lado de obras de artistas da região, levando mais de 700 pessoas ao evento, o único acontecimento cultural da cidade.

Sobre o Prêmio Educador Nota 10
Criado em 1998, o Prêmio Educador Nota 10 reconhece professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país. Desde 2014, a iniciativa, uma realização da Fundação Victor Civita, é apresentada pela Abril e Globo, em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Conta com o apoio da Nova Escola e o patrocínio da Fundação Lemann e da Somos Educação. Ao longo das 20 edições realizadas foram premiados 221 educadores, entre professores e gestores escolares, que receberam aproximadamente R$ 2,58 milhões.

Sobre a Fundação Victor Civita
A Fundação Victor Civita foi criada em 1985 como uma das primeiras iniciativas brasileiras no campo social. Sua missão é valorizar o trabalho de professores e gestores, disseminando as melhores práticas da Educação Básica para auxiliar os educadores brasileiros a enfrentar os desafios de seu tempo. Saiba mais em www.fvc.org.br

Grupo Abril – conhecimento é o nosso negócio
Unindo a expertise dos seus pilares de mídia, logística, licenças, assinaturas, big data, branded content, gráfica, a Abril produz conteúdo, informação de qualidade e soluções de comunicação e logística para seus clientes. Entre os mais de 90 títulos e sites que possui está VEJA, maior revista do Brasil e uma das maiores semanais de informação do mundo. Recentemente foram lançados GoBox, plataforma de clube de assinaturas, e GotoShop, operação de e-commerce. A Abril também possui em seu portfólio a CASA COR, maior evento de Arquitetura e Design das Américas. A missão da Abril é “contribuir para a difusão de informação, cultura e entretenimento, para o progresso da educação, a melhoria da qualidade de vida, o desenvolvimento da livre iniciativa e o fortalecimento das instituições democráticas do país”.

Sobre a Globo
Globo é uma das maiores empresas de mídia do mundo, produzindo 3.000 horas de entretenimento e 3.000 horas de jornalismo por ano no Brasil. Com uma rede de 5 emissoras próprias e 118 afiliadas, a empresa cobre 99,6% do território brasileiro. Sua programação está disponível também pelo Globo Play, a plataforma de vídeo sob demanda da emissora. Além de uma programação diversificada na TV aberta, a Globo também investe em produções para TV paga, internet e cinema. Sua operação internacional conta com sete canais a cabo e uma divisão para produção e distribuição de conteúdo de esporte e entretenimento, alcançando mais de 170 países ao redor do mundo. Reconhecida pela qualidade de suas produções, a empresa já recebeu 15 prêmios no Emmy Internacional.


Sobre a Fundação Roberto Marinho

A convicção de que a comunicação pode ser instrumento para transformação social motivou a criação da Fundação Roberto Marinho, em 1977. Suas iniciativas promovem o direito à educação, incentivam o protagonismo, valorizam a cultura brasileira e o meio ambiente. Dentre elas, os programas de educação Telecurso, Aprendiz Legal e Qualifica; os museus da Língua Portuguesa e do Futebol, Museu de Arte do Rio, Museu do Amanhã e Museu da Imagem e do Som (os dois últimos em construção no Rio de Janeiro); o Futura, um projeto social de comunicação, com uma programação que alia entretenimento e conhecimento útil para a vida com ações de mobilização social que permitem que o público interaja com a programação, trabalhe e aplique os conteúdos no dia a dia; e iniciativas de educação ambiental, com foco na gestão sustentável dos recursos naturais (Florestabilidade), e no incentivo à ciência e tecnologia (Prêmio Jovem Cientista). Saiba mais www.frm.org.br.

Mais informações:
Linhas Comunicação
(11) 3465-5888



Com informações da FVC (Fundação Victor Civita)

Comentários