segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Plano de mobilidade de Barcarena: Começou por Vila do Conde a primeira audiência que trata do assunto.


A mobilidade urbana faz parte do cotidiano de todos. Pedestres, motoristas barqueiros precisam de faixas de pedestre, calçadas, pontos de ônibus, qualidade no transporte hidroviário. Esses e outros temas foram abordados hoje, 05, no Salão Paroquial da igreja de São João Batista, na Vila do Conde, durante a primeira assembleia da elaboração do Plano de Mobilidade Urbana de Barcarena.

Foto Divulgação/Eloi Raiol

Para que cidades acima de 100 mil habitantes possam receber investimentos do Governo Federal de impacto na mobilidade dos municípios brasileiros, é preciso que esses municípios apresentem um Plano de Mobilidade Urbana, que é regido pelo Estatuto das Cidades, pela Lei n. 12.587/2012 da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

 “O plano vai servir também para agilizar o processo do transporte público do município, sem ele fica difícil organizar o transporte no município” foi o que disse a coordenadora geral da elaboração do plano, Maria Lúcia Conrado.

Durante a explanação do plano, foi apresentado o mapa de mobilidade de Barcarena, que apresenta pontos com o maior número de pedestres, de ciclistas, potencial de risco de acidentes, potencial de risco de assaltos, áreas de contenção, entre outros. As lideranças da Vila do Conde participaram da audiência e contribuíram com proposições para a eficiência documento. Além da comunidade participam da construção do documento, técnicos das secretarias de Planejamento; Meio Ambiente; Infraestrutura; Ordenamento Territorial; Finanças


PRÓXIMAS AUDIÊNCIAS:


Amanhã, 06, no Salão Paroquial da igreja de São José, na Vila dos Cabanos, às 8h, moradores da Vila e adjacências também vão contribuir com a elaboração do plano e adquirir conhecimento dos os estudos realizados sobre as atuais características de mobilidade do município de Barcarena, bem como os resultados da consulta pública. Será apresentado também o mapa de mobilidade de Barcarena com todas as intervenções propostas pelo município que impactará na mobilidade de todos. 

No dia 07 a audiência acontece na sede do município, no Salão da Guarda, às 8h.


Belém sediará o "I Encontro de Mulheres da Amazônia."


Com o objetivo de ampliar o debate e o conhecimento sobre as políticas públicas e os direitos das mulheres, o governo federal realizará, em dezembro nos dias 12 e 13, a partir das 08hs no auditório da Sudam em Belém,  o "I Encontro de Mulheres da Amazônia."
O evento será realizado em Belém (PA), pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SEPM), do Ministério da Justiça. 
O Ministério do Meio Ambiente (MMA) apoiará a ação articulando a participação dos movimentos sociais de extrativistas do bioma no evento. A ideia é reunir lideranças comunitárias, organismos estaduais e federais e todos os setores do governo federal que atuem nas questões de gênero.  
A secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural do MMA, Juliana Simões, explica que o encontro é importante para o avanço do processo de inclusão das mulheres da Amazônia. 
“As quebradeiras de coco, extrativistas, pescadoras artesanais e agricultoras familiares, que formam a base que sustenta milhares de famílias ribeirinhas, em assentamentos e pequenas comunidades, contribuem para a preservação ambiental no bioma”, afirma.

VIOLÊNCIA
A ideia de realizar o evento surgiu a partir de levantamento feito pela SEPM, que detectou subnotificação de chamadas pelo telefone 180, o disque denúncia de crimes contra a mulher, nos nove estados da Amazônia. 
“Não há nenhum estudo ainda sobre as causas da subnotificação, mas acreditamos que a cultura, a falta de conhecimento sobre a defesa dos direitos e o acesso às políticas públicas estejam entre elas”, avalia Ericka Filippelli, secretária de articulação da SPEM. 
A partir dessas informações, o órgão decidiu ampliar o leque de temas, para promover a integração das políticas públicas para o setor. “Decidimos voltar o olhar para a Amazônia, para melhorar a vida das mulheres”, explica Ericka Filippelli. A data do encontro ainda será definida. “Queremos avançar na construção de políticas públicas voltadas para as mulheres da Amazônia”, conclui.
 Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): (61) 2028-1227


Prefeito Vilaça pede apoio ao Ministro Hélder para construir a ponte que vai interligar Barcarena sede ao Murucupi

O prefeito de Barcarena, Antônio Carlos Vilaça, pediu apoio do Ministério da Integração Nacional para construir a ponte do São Francisco, que vai ligar o distrito do Murucupi à sede do município. O pedido foi feito pessoalmente ao ministro Helder Barbalho que veio a Barcarena participar do “2° Fórum de debates: a logística voltada para o Arco Norte”, realizado no hotel Samaúma, na noite desta sexta-feira (2).
A solicitação do prefeito arrancou aplausos do público que lotou o auditório do hotel. “Temos o sonho de construir essa ponte”, disse Vilaça. Ao deixar o local do evento, o ministro disse que vai analisar o pedido. “Eu pedi, inclusive, que o prefeito pudesse fazer chegar a minhas mãos (o projeto) para que eu possa analisar. Estou certo de que é um projeto importantíssimo de integração entre as duas partes da cidade e irei olhar com toda atenção”, disse Helder.
A construção da ponte do São Francisco foi uma das propostas de Vilaça anunciada na campanha de 2012. Eleito, Vilaça elaborou o projeto e encaminhou à Brasília, mas ainda não conseguiu verbas para a execução. O prefeito considerou que o excesso de burocracia foi um dos pontos de entrave para a aprovação do projeto. “Com esse estudo (Arco Norte), o município vai destravar”, avaliou Vilaça.
Os estudos sobre os desafios logísticos do Arco Norte começaram em abril de 2015 pelo Centro de Estudos e Debates Estratégicos (Cedes) da Câmara Federal. O Cedes é presidido pelo deputado Lúcio Vale. Esse foi o segundo encontro realizado no Pará. O primeiro foi em Santarém. “Se não houver vontade política, esses projetos não vão sair do papel”, disse Vale, que vai apresentar o resultado do estudo do Arco Verde ao presidente Temer, dia 7, em Brasília.   
Nele estão contidas as proposições para dar andamento a obras estruturantes na região Norte como o asfaltamento da BR-163, a ferrovia Norte Sul e a ampliação e melhoria do porto de Vila do Conde. O estudo foi apresentado a uma plateia formada por prefeitos e vereadores do Baixo-Tocantins, empresários, secretários municipais, empresários e lideranças comunitárias.
Ao fazer uso da palavra, o deputado estadual Renato Ogawa considerou que o momento era especial para Barcarena já que agora o município está sendo ouvido. Ele lembrou que na ditadura militar os projetos iam chegando “muitas vezes passando por cima do governo do estado e também do município”. “A importância desse momento é a mudança de paradigma”, afirmou Ogawa.


Com informações do "Blog Conexão B"

Barcarena: Justiça diplomou prefeito, vice e vereadores eleitos em outubro



O prefeito reeleito de Barcarena, Antônio Carlos Vilaça, foi diplomado na manhã desta quinta-feira (1º), no cartório eleitoral do município, durante cerimônia presidida pela juíza Gisele Mendes Leite. Também receberam diplomas o vice-prefeito eleito Paulo Alcântara, os 15 vereadores eleitos e os respectivos suplentes. O ato de diplomação durou menos de uma hora.

Após a cerimônia, Vilaça deu entrevista a radialistas que estavam presentes. Ele disse que o governo municipal continua no firme propósito de fazer mudanças significativas. “Nós vamos trabalhar incansavelmente nos próximos quatro anos e vamos fazer aquilo que a nossa população merece”, afirmou o prefeito, ao destacar melhorias nas áreas da saúde, educação e infraestrutura.

O vice-prefeito Paulo Alcântara manifestou disposição em colaborar com o prefeito no comando da gestão. “A nossa missão vai ser articular, política e administrativamente, junto ao prefeito Vilaça, para fazer essa união entre a comunidade, os vereadores e o povo”, disse Alcântara. “Tenho certeza que Barcarena vai ganhar muito nos próximos 4 anos”. 

O vereador Júnior Ogawa, o mais votado na história de Barcarena até hoje com 2.945 votos, disse que a responsabilidade dele é maior agora no segundo mandato. “A tem gente a missão de resgatar algumas empresas para gerar emprego à população de Barcarena, que foi a grande demanda nessa última eleição”, afirmou o vereador.

Os diplomados devem tomar posse dia 1º de janeiro. Marinheiro de primeira viagem, o vereador Bruno Martins disse ter grandes ideias e propostas para o município. “A gente propõe fazer um trabalho de parceria junto ao executivo para que possamos levar os benefícios necessários a cada comunidade, a cada pessoa que acreditou e confiou no nosso trabalho”, ressaltou Bruno.

O deputado estadual Renato Ogawa, em sua página na rede social, parabenizou os eleitos de Barcarena que foram diplomados. “Quero aqui desejar os parabéns a todos os eleitos, especialmente aqueles que formaram a ampla aliança que reelegeu Vilaça prefeito. Foi uma campanha árdua, difícil, da qual participei com muita honra”, escreveu Ogawa. 




Fotos: Claudio Oliveira
Com informações do "Blog Conexão B"