segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Prefeito Vilaça pede apoio ao Ministro Hélder para construir a ponte que vai interligar Barcarena sede ao Murucupi

O prefeito de Barcarena, Antônio Carlos Vilaça, pediu apoio do Ministério da Integração Nacional para construir a ponte do São Francisco, que vai ligar o distrito do Murucupi à sede do município. O pedido foi feito pessoalmente ao ministro Helder Barbalho que veio a Barcarena participar do “2° Fórum de debates: a logística voltada para o Arco Norte”, realizado no hotel Samaúma, na noite desta sexta-feira (2).
A solicitação do prefeito arrancou aplausos do público que lotou o auditório do hotel. “Temos o sonho de construir essa ponte”, disse Vilaça. Ao deixar o local do evento, o ministro disse que vai analisar o pedido. “Eu pedi, inclusive, que o prefeito pudesse fazer chegar a minhas mãos (o projeto) para que eu possa analisar. Estou certo de que é um projeto importantíssimo de integração entre as duas partes da cidade e irei olhar com toda atenção”, disse Helder.
A construção da ponte do São Francisco foi uma das propostas de Vilaça anunciada na campanha de 2012. Eleito, Vilaça elaborou o projeto e encaminhou à Brasília, mas ainda não conseguiu verbas para a execução. O prefeito considerou que o excesso de burocracia foi um dos pontos de entrave para a aprovação do projeto. “Com esse estudo (Arco Norte), o município vai destravar”, avaliou Vilaça.
Os estudos sobre os desafios logísticos do Arco Norte começaram em abril de 2015 pelo Centro de Estudos e Debates Estratégicos (Cedes) da Câmara Federal. O Cedes é presidido pelo deputado Lúcio Vale. Esse foi o segundo encontro realizado no Pará. O primeiro foi em Santarém. “Se não houver vontade política, esses projetos não vão sair do papel”, disse Vale, que vai apresentar o resultado do estudo do Arco Verde ao presidente Temer, dia 7, em Brasília.   
Nele estão contidas as proposições para dar andamento a obras estruturantes na região Norte como o asfaltamento da BR-163, a ferrovia Norte Sul e a ampliação e melhoria do porto de Vila do Conde. O estudo foi apresentado a uma plateia formada por prefeitos e vereadores do Baixo-Tocantins, empresários, secretários municipais, empresários e lideranças comunitárias.
Ao fazer uso da palavra, o deputado estadual Renato Ogawa considerou que o momento era especial para Barcarena já que agora o município está sendo ouvido. Ele lembrou que na ditadura militar os projetos iam chegando “muitas vezes passando por cima do governo do estado e também do município”. “A importância desse momento é a mudança de paradigma”, afirmou Ogawa.


Com informações do "Blog Conexão B"

Nenhum comentário: