domingo, 4 de janeiro de 2015

"Requinte Recepções e Eventos", será inaugurado em Barcarena com grande festa!

Será neste próximo sábado 10/01, a aguardada inauguração do novo espaço.

"Requinte Recepções e Eventos" 
( Ambiente Climatizado)


Show de Inauguração:

# Cabra no Forró
# Banda Vila Sertaneja
# Dj Lucas Snarf


Ingressos antecipados mais barato no Local





Endereço: Rua Lameira Bettencourt, entre Tv Santo Antonio e Tv São Francisco, ao lado da loja Colchões Variedades.
Contato:  98180-2404



* Cobertura fotográfica Portalnavibe

Helenilson Pontes, Advogado e Professor, é o novo Secretário de Educação do Estado do Pará.

Helenilson Cunha Pontes, nascido em Santarém, em 11 de março de 1972,é professor universitário e político brasileiro filiado ao PSD. Foi até 2014, o vice-governador do estado.


O Novo Secretário de Educação do Estado, foi presidente do Conselho de Administração do BANPARÁ e coordenador do Grupo de Trabalho Belo Monte. É livre-docente em Legislação Tributária pela Universidade de São Paulo (2004) e doutor em Direito Econômico e Financeiro pela USP (2000). É professor de Direito Tributário no Centro Universitário de Ensino Superior do Pará (CESUPA) e na Universidade Luterana do Brasil (ULBRA)1 .






Dr. Luiz Fernandes Rocha é o novo Secretário de Estado de Meio Ambiente do Pará


Formado em Direito pela UFPA, é pós-graduado com especialização em Direito Ambiental e Políticas Públicas também pela UFPA e especialização em Direito Penal, Gestão Estratégica em Defesa Social e Segurança Pública e Gestão da Informação, Dr. Luiz Fernandes Rocha, agora é o titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Sema). Dr. Luiz Fernandes, esteve à frente da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social entre 2011 e 2014.

O Secretário Luiz Fernandes Rocha iniciou sua carreira no Ministério da Defesa, Aeronáutica (PA), em 1978. Graduou-se em Direito pela Universidade Federal do Pará (UFPA) em 1988. Exerceu a carreira militar até 1991, quando ingressou no Sistema de Segurança Pública do Estado do Pará como servidor público, passando a ocupar o cargo de Delegado de Polícia Civil. 

Enquanto Delegado, ocupou os cargos de Delegado Geral de Polícia Civil entre os anos de 2003 e 2006, bem como fez parte do Conselho Nacional de Chefes de Polícia, Conselho Superior de Polícia Civil e Conselho Estadual de Segurança Pública. Além de ocupar o posto de Superintendente Regional do Salgado, de 1997 a 1988, dirigiu a Divisão de Meio Ambiente (DEMA), a Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE), a Diretoria de Polícia Operacional e Delegacia de Furto de Veículos.

É doutorado em Ciências Jurídico-Sociais pela Universidad Del Museo Social Argentino (UMSA), em Buenos Aires. Possui os cursos de especialização em Direito Penal e Processual Penal – Universidade Estácio de Sá (UNESA), do Rio De Janeiro; Direito Ambiental e Políticas Públicas – UFPA; Segurança Pública e Gestão da Informação – UFPA e Gestão Estratégica em Defesa Social, também pela UFPA.

Mesmo sendo natural de Vitória da Conquista, na Bahia, foi no Estado do Pará que o Secretário Luiz Fernandes Rocha construiu sua carreira como servidor público, sempre contribuindo de forma direta com a Segurança Pública do Estado do Pará.


Entre várias premiações, sua trajetória já foi reconhecida por meio de condecorações importantes como o Título de Membro Honorário da Força Aérea Brasileira; Mérito Grão Pará, no Grau Comendador (Governo do Estado do Pará); Ordem do Mérito Judiciário - Grau Comendador (Tribunal de Justiça do Estado do Pará), Colaborador Emérito do Exército, 8ª Região Militar e 8ª Divisão do Exército; Medalha Mérito Legislativo Newton Miranda (Assembléia Legislativa do Estado do Pará); Medalha do Mérito D. Pedro II (Corpo de Bombeiros do Estado do Pará); Medalha do Mérito Tiradentes (PM/PA); Medalha Mérito Cel. Fontoura (PM/PA); Título Honorífico de Cidadão do Pará (Assembléia Legislativa do Estado do Pará); Título de Cidadão do Município de Castanhal/PA (Câmara Municipal de Castanhal).



NOVA MISSÃO:

O QUE É A SEMA - Secretaria de Estado de Meio Ambiente?

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA) foi criada em 11 de maio de 1988, pela Lei de nº 5457, quando então era denominada Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente (SECTAM). O órgão foi reorganizado pela Lei nº 5.752, de 26 de julho de 1993, e em 30 de julho de 2007, pela Lei de nº 7026 foi desmembrada da Ciência e Tecnologia, ficando apenas com o Meio Ambiente, e passou a ter a nominação atual.

MISSÃO INSTITUCIONAL DA SEMA:
Promover a gestão ambiental integrada, compartilhada e eficiente, compatível com o desenvolvimento sustentável, assegurando a preservação, a conservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida.


OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DA SEMA:

Garantir o armazenamento, a segurança, a acessibilidade e a recuperação das informações e documentos da Secretaria;

Revitalizar a Biblioteca, atualizar e disponibilizar o acervo para subsidiar a atividade fim.
Implementar a infra-estrutura e apoio logístico da SEMA;

Qualificação profissional dos servidores;

Gestão orçamentária e financeira transparente do Fundo Estadual de Meio Ambiente.
Preservação da diversidade biológica e uso sustentável de seus componentes e a repartição justa e eqüitativa dos benefícios derivados de utilização dos recursos naturais, assim como a conservação dos ecossistemas no Estado do Pará.
Promover o uso sustentado dos recursos naturais.

Garantir a proteção da biodiversidade e dos espaços territoriais com características relevantes no Estado do Pará.

Ordenar o uso múltiplo das águas tendo como unidade de planejamento a bacia hidrografia e as águas subterrâneas.

Regular e normatizar os procedimentos de licenciamento ambiental.

Desenvolver mecanismos efetivos de fiscalização das atividades de degradação ambiental.
Recuperação das áreas desmatadas.

Fortalecimento do processo de desconcentração e descentralização da gestão ambiental.
Zelar pela idoneidade dos padrões e métodos da SEMA no que diz respeito às suas ações e atividades.

Prestar contas à sociedade, medida necessária para a preservação da integridade da instituição e uma demonstração inequívoca do respeito à sociedade e aos usuários imediatos do sistema da SEMA.


Fonte: SEMA


Bom Trabalho ao Amigo Luiz Fernandes!

(Carlos Baía)



Helder Barbalho é o novo ministro da Pesca e Aquicultura

Helder Barbalho tomou posse como ministro da Pesca e Aquicultura na quinta-feira, 01, durante a cerimônia de posse do segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff com outros 24 ministros. O evento aconteceu no Salão Nobre do Palácio do Planalto e contou com diversas figuras importantes da política nacional e internacional.

Além da nova equipe ministerial, estavam presentes chefes de estado como o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o presidente do Uruguai, José Alberto Mujica Cordano, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, os ex-presidentes da República, José Sarney e Luiz Inácio Lula da Silva, ministros e ex-ministros de Estado, governadores e ex-governadores, parlamentares e prefeitos de capitais além dos presidentes do Senado Federal, Renan Calheiros, da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski.
A indicação para a pasta foi recebida com entusiasmo pelo político paraense que assume o desafio aos 35 anos e com uma intensa carreira política na bagagem. "A Presidenta sabe que aqui terá um Ministro comprometido com a busca de resultados que nos permitirão combater a fome e a miséria, fortalecer, ampliar e baratear a produção nacional visando cada vez mais sustentabilidade do setor da pesca e aquicultura brasileiras", afirma o ministro empossado.
Nascido em Belém, no Pará, Helder Barbalho iniciou a vida política aos 21 anos como vereador no município de Ananindeua (PA), em 2000, sendo o candidato mais votado do município. Dois anos mais tarde, foi eleito o deputado estadual com maior número de votos para o cargo no estado do Pará, foram mais de 68 mil votos. No Legislativo Estadual, apresentou projetos sociais direcionados em especial às questões de segurança, educação e de combate às desigualdades sociais. Com a carreira sempre em ascensão, assumiu em 2005 a Prefeitura de Ananindeua com apenas 25 anos de idade, tornando-se o prefeito mais jovem da história do Pará. Em 2008, foi reeleito com quase 95 mil votos. Helder Barbalho também foi presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará.
Com uma vasta experiência e articulação política, o ministro falou sobre expectativas e prioridades em sua gestão frente ao Ministério da Pesca e Aquicultura. Segundo o ele, o seu trabalho será focado no trabalho interministerial. "A ideia é transversalizar políticas, fortalecer o setor tanto para produtores industriais quanto para pescadores artesanais que, a exemplo da agricultura familiar, devem contar com o apoio cada vez maior de pesquisas para aumentar a sua produção".
Para o ministro, o investimento em pesquisas e em coleta de dados estatísticos são instrumentos fundamentais para se ter a dimensão da produção nacional e das espécies que vivem nos rios e mares brasileiros. "Conhecer é sempre o primeiro passo para produzir e preservar", observa.
O ministro acredita que é possível aumentar e muito a produção e consumo interno do pescado. O Brasil possui o maior volume de água doce do planeta e potencial para ser um dos cinco principais produtores de pescado do mundo. "O que precisamos é induzir e incentivar o nosso crescimento, fortalecendo e aperfeiçoando as ações em todo o escopo da nossa atuação", comenta. 

O novo gestor do MPA afirma que vai intensificar as campanhas de estímulo ao consumo de pescado e trabalhará para tornar o produto mais acessível ao bolso dos brasileiros.

Fonte: MPA

Abençoado e Feliz 2015 à todos os leitores do blog...



Visite nosso FACEBOOK II, e seja nosso Amigo Virtual em 2015.




Abraços;


(Carlos Baía)