sábado, 6 de dezembro de 2014

Oficial de Justiça de Barcarena, é morto a tiros em Belém.

Polícia investiga se o jovem baleado no bairro de Nazaré foi vítima de execução ou tentativa de assalto.


Um oficial de Justiça de Barcarena foi morto com um tiro na cabeça, ontem à noite, no bairro de Nazaré, em Belém. Ricardo Lobato Varjão, de 26 anos, dirigia o próprio carro quando foi abordado por dois homens que estavam de motocicleta. A polícia investiga se o jovem foi vítima de uma tentativa de assalto ou de uma execução.

O crime ocorreu por volta das 22h30 no cruzamento da travessa Rui Barbosa com a avenida Braz de Aguiar. O oficial aguardava o sinal abrir no cruzamento quando os dois criminosos se aproximaram do veículo (Honda Civic prata) e um deles tentou abrir a porta do lado do passageiro. 

A esposa da vítima estava no banco do passageiro e três pessoas estavam no banco de trás. Segundo testemunhas, o motorista se recusou a destravar a porta e um dos motoqueiros disparou o primeiro tiro, que não atingiu ninguém. Ricardo então acelerou o veículo, mas o criminoso atirou outra vez, atingindo o oficial de Justiça na cabeça. Ele perdeu o controle do carro e bateu em um veículo (prata) que estava estacionado. 

Os assassinos fugiram e o motorista de um CrossFox preto que estava logo atrás do carro da vítima parou para ajudar. Ele tentou colocar a vítima no veículo e levá-la para um hospital, mas uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) chegou ao local e constatou a morte do oficial. 

Segundo denúncias feitas à polícia, o piloto da moto usava camisa de mototaxista e o passageiro vestia uma camisa azul. “A informação que nós recebemos é que os assassinos estavam em uma motocicleta Titan preta, mas ainda não sabemos a placa. Estamos com várias viaturas fazendo diligências para tentar encontrar os criminosos”, afirmou o tenente Andrei, do 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM).

Uma equipe da Divisão de Homicídios deu início às investigações do assassinato, mas não deu declarações à imprensa ontem. Segundo o tenente Andrei, não era possível precisar se o oficial foi vítima de uma tentativa de assalto. “Ainda não sabemos o que de fato aconteceu. Existe a possibilidade de que o crime tenha alguma ligação com o fato de que ele era oficial de Justiça, mas isso somente as investigações poderão confirmar”.

A esposa da vítima e as outras pessoas que estavam no veículo não conversaram com a imprensa. Uma equipe do Instituto de Criminalística (do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves) fez os levantamentos de local de crime e o corpo foi removido para necropsia em seguida.

Quem tiver alguma informação sobre o crime ou sobre os criminosos pode entrar em contato com a polícia por meio do telefone 181. A ligação é gratuita e não é necessário se identificar.


Fonte: ORMNews



Nenhum comentário: