quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Mais um reforço: Agência-barco levará Justiça a ribeirinhos do Pará

O projeto Justiça Ribeirinha vai atender, a partir deste mês de janeiro, a população dos 15 municípios da Ilha do Marajó. Um convênio firmado na manhã desta quinta-feira, 16, entre o Tribunal de Justiça do Pará e a CAIXA, vai possibilitar a extensão do projeto na região marajoara, com a utilização da estrutura da Agência-Barco, que abriga, além de uma agência bancária, espaços reservados a instituições parceiras para prestação de serviços sociais.

O convênio foi assinado pela presidente do TJPA, desembargadora Luzia Nadja Nascimento, e pelo superintendente da Regional Norte da CAIXA, Evandro Narciso de Lima, em cerimônia realizada na Estação das Docas.

Ministra Eleonora Menicucci 
Na ocasião, a CAIXA firmou convênios ainda com o Ministério da Saúde e com a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), para a utilização da embarcação para o desenvolvimento de ações que visem a promoção da saúde e cidadania da população ribeirinha, além do combate à violência contra as mulheres.

Dentre as autoridades presentes estavam a ministra da SPM-PR, Eleonora Menicucci, o vice-presidente de Operações Corporativas, Paulo Roberto dos Santos, além de assessores, prefeitos e representantes de organizações não governamentais.

Na cerimônia também se manifestou a ministra Eleonora Menicucci, que afirmou que, na agência barco, serão oferecidos serviços de informações sobre direitos, sobre a Lei Maria da Penha e sobre a Central de Atendimento à Mulher (Ligue 180), além do estímulo ao acesso à Justiça na rede especializada abrangendo Polícia Civil, Defensoria Pública, Ministério Público, Judiciário e outras instituições.

Em um período de 20 dias, a embarcação percorrerá os municípios de Bagre, Curralinho, Melgaço, Muaná, Ponta de Pedras, Portel, Salvaterra, São Sebastião da Boa Vista e Soure. A primeira saída está prevista para 20 de janeiro.

Autoridades visitam cabine de comando da Agência Barco da CAIXA

O barco fará uma viagem por mês, partindo sempre de Belém e permanecerá em média dois dias em cada localidade. A embarcação possui autossuficiência para navegar cerca de 30 dias seguidos. O horário de funcionamento da unidade é o mesmo de uma unidade convencional, em terra, cumprindo as regras estabelecidas pelo Banco Central.


Fonte: Coordenadoria de Imprensa 
Texto: Marinalda Ribeiro, com informações da CAIXA 
Foto: Érika Nunes


Nenhum comentário: