quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Delegada da Polícia Civil do Pará, publica nota de repúdio a atitude de Delegado da 'DECRIF'

Foto/Arquivo/Delegada Rosalina

A atuante e conhecida por seu trabalho sério e transparente Delegada da Polícia Civil Rosalina Arraes, lotada na Seccional de São Brás e Central de Flagrantes, publicou uma nota de Repúdio em seu Facebook contra a atitude do Delegado Marcos Vinicius da DECRIF - Divisão de Crimes Funcionais.

Segundo a Delegada, ele invadiu sua sala no momento em que ouvia uma senhora chamada de "Raimunda" que segundo a Delegada faz parte de uma quadrilha que frauda o seguro defeso, e com ela teria sido encontrado mais de R$ 21.0000 e 41 Cartões do Bolsa Família e Cartão Cidadão, ela seria de Baião.


Leia a Nota de Repúdio da Delegada:


“Estou disposta a procurar meus direitos e pedir providências contra o DPC MARCOS VINICIUS (DECRIF), O QUAL NA TARDE DE 03.12.13, POR VOLTA DAS 14h, invadiu minha sala com policiais armados com metralhadoras, investigando denúncia daquela pilantra, que frauda a previdência social, estava eu interrogando a pilantra quando ali chegaram. Para o bem deles eu pensei que era uma visita de rotina, os tratei bem e passei o que estava acontecendo, quando foram embora é q fiquei sabendo a real situação, sentindo-me injustiçada, estuprada profissionalmente, traída.


O que eles foram fazer lá, era dá flagrante de uma suposta extorsão, atitude irresponsável, arbitrária, temos q fazer alguma coisa, é por isso que todos os policiais estão receosos de serem alvos de mentiras infundadas, esses policiais da Corregedoria que pune exemplarmente pelos excessos cometidos durante o estressante trabalho policial, ainda que seja na prisão de marginais, COMETEM ABUSOS E EXCESSOS CONTRA POLICIAIS, tratando-nos como bandidos fossemos, ou seja, colocando bons e maus policiais na mesma " sacola " dando a ideia de que todo policial é bandido , quem deveria fazer cumprir a lei a descumpre.

E digo novamente DPC MARCOS VINICIUS , ME RESPEITA.

Foto/Arquivo/DPC Rosalina
Respondo na Corregedoria por exigir respeito dos usuários, quando querem me desrespeitar , mas por extorsão NÃO.

ME RESPEITEM.

Estou só agora comentando porque estava me sentindo mal com essa nojenta e desrespeitosa atitude.

E pergunto o porquê da bandida ter o número da DECRIF????

NÃO PODERIA SER INVESTIGADO TAMBÉM?


Afinal é uma bandida.”




Ainda indignada a Delegada nos relatou:

"Mas estou feliz o juiz decretou a prisão da bandida e ainda coloquei mais um artigo por denunciação caluniosa, só falta eu denunciar a Corregedoria por abuso e tentar atrapalhar meu trabalho querendo aparecer às minhas custa." disse a delegada.
 "já pensou ser presa sem saber e quando acordasse estava no Anastácio, nem quero pensar, estou revoltada." completou.


Rosalina prometeu levar o ocorrido ao conhecimento do Sindicato dos Delegados nesta sexta-feira 06/12.


Com a Palavra o Amigo e Secretário de Segurança Pública do Estado Dr. Luiz Fernandes.