domingo, 1 de dezembro de 2013

Delegado Geral da Polícia Civil do Pará é baleado em tentativa de assalto, e tem quadro clínico estável

O Delegado Geral da Polícia Civil do Estado do Pará, Rilmar Firmino, levou um tiro na barriga na madrugada deste domingo (1º) durante uma tentativa de assalto, no bairro Batista Campos, em Belém.

A tentativa ocorreu por volta de 3h30, na rua dos Mundurucus, próximo à avenida Generalíssimo Deodoro, quando Rilmar Firmino voltava de uma ronda por seccionais e delegacias. Dois homens armados abordaram o veículo dirigido pelo delegado.
Um deles atirou contra Firmino e acabou sendo detido após ser atingido por um disparo feito pelo delegado. O outro homem envolvido na tentativa de assalto fugiu e está sendo procurado pela polícia. Um mulher que dava apoio à dupla de assaltantes também foi presa.
No carro do delegado também estavam presentes o irmão de Rilmar e uma capitã da Polícia Militar.
Após passar por procedimento cirúrgico, o delegado geral da Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino, apresenta quadro clínico estável, segundo divulgou hoje a Secretaria de Comunicação do Governo Estadual. Firmino levou um tiro na barriga na madrugada deste domingo (1º) durante uma tentativa de assalto, no bairro Batista Campos, em Belém.
Ele foi encaminhado para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, no qual passou por intervenção cirúrgica para retirada do projétil de revólver calibre 38, que ficou alojado no músculo. A cirurgia durou cerca de 30 minutos. Firmino permanecerá internado em observação pelas próximas 24 horas. Durante o dia, será emitido boletim médico atualizando o estado clínico do delegado geral.
A motocicleta utilizada pelos criminosos foi apreendida e levada para a  Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). O carro do Delegado passa por perícia no Instituto de Criminalística.
O delegado Gilvandro Furtado, diretor da Divisão de Homicídios da Polícia, é quem está responsável pelo inquérito. A delegada geral adjunta, Christiane Ferreira, assumirá interinamente o comando da Polícia Civil do Estado até que Rilmar Firmino se restabeleça completamente.
Fonte: DOL

Um comentário:

Anônimo disse...

Pode ser que depois dessa a Segurança Pública melhore no Pará, uma vez que atingiu a um de seus menbros.